Iniciando a conversa

De Guia de TIC na Educação
(Diferença entre revisões)
Ir para: navegação, pesquisa
Linha 7: Linha 7:
 
A dificuldade em planejar o uso da tecnologia acaba resultando, entre outras coisas, em retrabalho, desenvolvimento de tecnologias diferentes para a mesma finalidade, descarte de sistemas que poderiam ser reaproveitados, pouca troca e compartilhamento de dificuldades, soluções e avanços em formar a distância, além de gastos excessivos e inadequados com fornecedores.   
 
A dificuldade em planejar o uso da tecnologia acaba resultando, entre outras coisas, em retrabalho, desenvolvimento de tecnologias diferentes para a mesma finalidade, descarte de sistemas que poderiam ser reaproveitados, pouca troca e compartilhamento de dificuldades, soluções e avanços em formar a distância, além de gastos excessivos e inadequados com fornecedores.   
  
Grande parte das informações, reflexões e orientações contidas aqui são sínteses das discussões realizadas pelo GD das TIC durante o ano 2011, que teve todo o seu processo de trabalho registrado no Blog Núcleo TIC e Educação. O grupo já identificou vários pontos que deverão ser objetos de reflexão em 2012 para serem aprofundados numa segunda versão deste guia. São eles:
+
Grande parte das informações, reflexões e orientações contidas aqui são sínteses das discussões realizadas pelo GD das TIC durante o ano 2011, que teve todo o seu processo de trabalho registrado no Blog Núcleo TIC e Educação. O grupo já identificou vários pontos que deverão ser objeto de reflexão em 2012 para serem aprofundados numa segunda versão deste guia. São eles:
 
*A relação entre as estratégias de formação a distância e os objetivos da formação;  
 
*A relação entre as estratégias de formação a distância e os objetivos da formação;  
 
*Competências dos mediadores;  
 
*Competências dos mediadores;  
 
*Gestão de captação dos participantes;
 
*Gestão de captação dos participantes;
 
*Monitoramento e avaliação em ações de formação a distância.
 
*Monitoramento e avaliação em ações de formação a distância.

Edição de 16h10min de 24 de agosto de 2012

Este guia foi produzido para orientar as equipes dos projetos do Cenpec na incorporação de tecnologias em suas ações que envolvem processos de ensino e aprendizagem. Trata-se de uma primeira versão e de um material aberto, ou seja, espera-se que seja sempre complementado, atualizado e aperfeiçoado com a colaboração de profissionais do Cenpec.

A necessidade de sistematizar essas informações surgiu em reuniões com equipes dos projetos e, principalmente, do Grupo de Discussão das Tecnologias da Informação e Comunicação - GD das TIC. Constatou-se uma demanda cada vez maior em introduzir estratégias a distância e, ao mesmo tempo, uma falta de planejamento mais detalhado, desde a escolha da plataforma tecnológica, a adoção de uma metodologia de mediação a distância e composição da equipe até os itens necessários no orçamento.

Atualmente, existem mais de 10 ambientes virtuais de aprendizagem de projetos. Veja o anexo 1 Ambientes Virtuais de Aprendizagem dos projetos do Cenpec.

A dificuldade em planejar o uso da tecnologia acaba resultando, entre outras coisas, em retrabalho, desenvolvimento de tecnologias diferentes para a mesma finalidade, descarte de sistemas que poderiam ser reaproveitados, pouca troca e compartilhamento de dificuldades, soluções e avanços em formar a distância, além de gastos excessivos e inadequados com fornecedores.

Grande parte das informações, reflexões e orientações contidas aqui são sínteses das discussões realizadas pelo GD das TIC durante o ano 2011, que teve todo o seu processo de trabalho registrado no Blog Núcleo TIC e Educação. O grupo já identificou vários pontos que deverão ser objeto de reflexão em 2012 para serem aprofundados numa segunda versão deste guia. São eles:

  • A relação entre as estratégias de formação a distância e os objetivos da formação;
  • Competências dos mediadores;
  • Gestão de captação dos participantes;
  • Monitoramento e avaliação em ações de formação a distância.
Ferramentas pessoais
Espaços nominais

Variantes
Ações
Navegação
Ferramentas